Sunday, December 25, 2005

A Christmas Carrol

Boas festas a todos. Decidi largar a teorização que tem caracterizado as minhas intervenções recentes, para vos dar uma boa prenda de natal, enquanto realizarei mais um dos nossos rituais de sacrifício fraterno. Muitos se queixam do amansar do Fratricida... então far-vos-ei a vontade: back to the old school.

Escrevi uma curta peça inspirada na época natalícia. A acção toma curso em Jerusalém, e relata uma aparição não documentada (e obscurecida pelos numerosos concílios eclesiásticos que tiveram lugar durante a idade média) do santo dos santos. Findos dez-mais-seis anos após a morte do Messias, alguns falsos sacerdotes lusos discutem as melhores maneiras de rentabilizar a fé.

Pitázuk- Yá, méne... o meu bêéme já tá equipade com ûma alta consola de jógues, bóquesse 360, tájaver? No outro dia arrebentei a pleisseteixióne que tava ligada no porta b'gages, p'que tinha uma canas com uma beca de pólvoras ainda, da 'nha última prostação na d'scoteca Monte da Eira, em Canas de 'Cenourim, onde fiz uma caminhada pelo armazém, tipo reconstituição do caminho da Paixão. Mas prontes.. fiz com pastilhas em vez de hóstiazes ... ha ha ha ha...

Irmã Xeila- Porque me dizes isso, irmão Pitázuk? Sabeis que não tenho pretenções materiais algumas. Sou uma moça casta, sigo as vias do Senhor... e uso aqui esta corda à volta da cintura, para que quando a fome me aperte, eu me fustigue pela minha desconsideração e desejos luciferinos, apertando-a até sangrar.

Pitázuk. Yá yá, eu não ache c'o Senhor seja assim tão exigentes, pa... afinal, eu fui o sacerdote revelação aqui há uns anos, na Despertai!Club e não tive de fazer muito...

Irmã Xeila- Isso é errado irmão, a Palavra da Santíssima Trindade não pode ser comercializada e usada para fins competitivos. A prova da decadência das instâncias de fé está na tua eleição como revelação. Todos os sacerdotes revelação têm o mesmo discurso : o house foleiro. Talvez para o ano a missa do novo sacerdote revelação se mostre noutros registos... mas tenho quase a certeza que a demagogia do electro-e-derivados vai fazer com que o fumo branco saia da chaminé para eleger um qualquer kompakt-geek.

Pitázuk- Ouve lás... tens um alto par, e usa-ze-le-o para pregares mais vezezes, não és? Achas que se'fosses toda chupadinha e magrinha, q'alguem te convidava pra te ver anunciar os Royal Drums, a cruzarem-se com Poker Flats?! O povo da tua paróquia quer é ver essa prateleira meter uma meloa em cada fader... isso é que era o milagre de Fátima: a mix de mama. E tu, ó Xeilona, sabes bem que usas essa fraqueza p'ra seres mais vezes levada a sério. Por isso não critiquezes o meu trono sacerdotal.

Irmã Xeila- Estou chocada por essa afirmação. Eu não tenho culpa de ser uma freira farta e basta nas minhas formas, e eu prego a palavra do Senhor, sem corporativismos nem falsos milagres. Não sou como vós, que começais as prestações com um espectáculo pirotécnico, transformando um sermão sério, numa vulgaridade bimba e ignóbil.

Pitázuk- Hei, filha, escuta lá pás, é assins, a fé é uma tanga, percebes? É uma tanga quase tão grande quanto a de que não andas praí a pregar corportavismozes, ó sei lá mais o quê. És uma vendidas, pá, tu e a gente todozes, p'que andas praí, com os teus disquitos da modinha, sem distinguires um terço de boa elétrónicas, e até tens uma imagem de marcas, pá... olha pra esses seios... achas que são o que? maternais? tás a querer parecer a Virgem?... chavala, fé é uma mentire, acredita, que todos sabem isso lá na paróquia de Albufeira... e ao menos sabemos que tamos a rentabilizar issos, pá.

(Eis que entra mais um sacerdote na conversa.)


Miguel Rindelheira - Olá, olá, olá, olá, gentxi! Vóutei!

Pitázuk- Ooooolha m'este! Tás bom, paroquiano? tás em alta, pa... vais a todas.

Irmã Xeila- Sim, é verdade, Irmão Rendilheira, estás a propagar a tua mensagem em muitas congregações. Já fizeste a pro... profissão de fé?

Miguel Rendilheira- UUUUAUU! Cláro, gáta, tou aí rendilhando pelo paíss fooora. Ando aí com uma nova idéia... Igreja Universáu do Reino Chungus. Soa bem? É mór sucesso no Bráziu.

Pitázuk- Dassss, vens práis pa... vens tentar minar aqui o meu negócio. Então tive tanto trabalhos a montar a Igreja Adventista da Sétima Conga, juntamentes com o meuzamigos lá da Albufeira... No Algarve não metes os pés, carálhe...

Miguel Rendilheira- Ora, cara, eu quero é djinheiro... em baixo ou em cima, o que interéssa é martelá. E aí, ando com um guigui por djia, até tóco à segunda, parece serviço dji queitering. Tou em áuto, moço, tá fino : tu fica com o sú qui eu fico cu nortxi. (olha lascivamente para Irmã Xeila)

Irmã Xeila- Irmão Rendilheira, controla-te sou devota ao Senhor...

Miguel Rendilheira- Tu é devota ao sinhô? tem piada, com a música qui passa, cê parece uma fraude. Quau o sinhô qui você é devota? Os grandjes Messias não é dji certeza, há muito que a Igreja não é maiss qui um concecionário dji tanga. E eu quero ver a sua! vem cá

Irmã Xeila- Irmão, que grande ego tu tens... o novo sacerdote revelação... ai que ... jeitinho com essas mãos... não ... aí não... (porra, com dedos tão inexperientes é nítido que este nunca deve ter tocado hiphop, ao contrário do que diz na bio) irmão, eu gosto dele bruto, mas porra, tu não és bruto, és animalesco...

Miguel Rendilheira- E aí, tu tá fazendo dji parrva?!

Uma súbita luz invade o cenário, e descendem dos céus três figuras luminosas vestidas com túnicas. A santíssima trindade falecida do House fala com os sacerdotes corruptos...

Levan - Alto, pecadores, que fazeis vós? Que maneira atróz é essa de tratar a fé que profetizei? Deixei esta terra com uma mensagem de paz, fraternidade e harmonia, e vós haveis conspurcado a mensagem do Groove com os vossos esquemas, as vossas congas sampladas, os falsos milagres! (esta é para ti, Pitázuk, dizes-te meu discípulo mas forjas ilusões, com os teus flares no início de todas as tuas interveções)

Armando- E eu, que dos ventos tempestuosos da Windy City, vos trouxe maravilhas da 303, e advoguei em primeira mão a crueza do minimalismo, vos digo: à Verdade em nada se serve dos títulos de sacerdotes revelação, pois o dia do julgamento aproxima-se, e não há maneira de um agente vos pôr nos portões do verdadeiro Paradise Garage.

Ron Hardy - E a minha rude abordagem, na Caixinha de Música, que tão lendária história criou, não se compara à vossa ínfame e dúbia prestação. Em nada estais a contribuír para um esclarecimento superior e cabal, das massas de homo chungus que conspurcam as paróquias do vosso país. Dizem-se sacerdotes, mas sois charlatães, egocentricos e desprovidos da humildade que caracteriza aqueles que criaram a fé que dizeis tornar vigente. Vergonha em vós, e nos vossos, que chupam os Evangelhos e distorcem as suas doutrinas para encherem os bolsos.

Pitázuk- Ó mui doces trindadezes, 'tou prefundamente arrependidos, vou já deixar o meu pógréssive de lados, e dedicar-me-ei em pleno à divulgaçãos da melhor cenas... pá, vou cagar pra Igreja Adventista da Sétima Conga...

Rendilheira- Ai, dôci Virgem, mi acolhi em tua Graça, vou já imedjiatamentxi fazê juz à convergência dji istétxicas que advogo no meu perfil no saitxi da Ofir. Não maiss tocarei a foleirada Chungus que tenho disfarçado em verdadji religiosa.

Irmã Xeila- E eu, misecordiosos Pais da Fé, não mais tocarei com o top apertado, nem me passarão mais pela cabeça as pecaminhosas ideias de actuar em top less nas paróquias da Heart&Soul, para triplicar o cachet. Serei casta e sincera na minha fé, e advogarei as ancestrais verdades que haveis profetizado.


As três figuras convergem e fundem-se numa só, enorme, brilhante, e redonda... uma bolinha amarela com um sorriso rasgado fala aos convertidos sacerdotes.

Jack - Some of you might wonder : who is jack and what is it that Jack knows? Jack sou eu, o espírito do devaneio dançante! Sou o Senhor que criou a pista de dança, e o combustível que vos aquece o coração. Aceito-vos, desviados sacerdotes, na vossa condenável sede material, e absolvo-vos dos vossos pecados deturpantes. E só o faço porque o Jack é Amor, e é n'o Amor que encontrareis a Verdade. E a verdade não está em versões manhosas dos Portishead, nem em discos da Stereo, a verdade está em vós, escondida e atrofiada. Se vos conduzirdes com dignidade e vos prestais a servir as vossas hodes de chungus com dedicação e sacrifício... um dia nos juntaremos como um só e dançaremos ao som do JACK em cada um.

E assim os três sacerdotes que se haviam desagregado dos textos sagrados re-descobriram a luz, e pondo de parte a opolência,as ladies nights e o preconceito, foram acolhidos ... in The House Of Jack.




Scar, o eterno optimista natalício.